Portal O Estado

PT e MDB unificam discurso e homologam candidaturas em convenção

A coligação que tentará reeleger o governador Wellington Dias realizou convenção na tarde desta sexta-feira (03/08)

A coligação que tentará reeleger o governador Wellington Dias (PT) realizou na tarde desta sexta-feira (03/08), a sua convenção partidária, oficializando sua chapa majoritária com candidatos a governador e vice, os petitas W. Dias e Regina Sousa; ao Senado com o Progressista Ciro Nogueira e o Mdebista Marcelo Castro.

Convenção lotou espaço de eventos em Teresina (Foto: Vitor Sousa / Portal O Estado)

Wellington Dias passou por todos o palanques antes de ir ao do PT e buscou motivar seus aliados após as recentes indefinições que geraram desconfiança.

“A partir de hoje vamos de casa em casa, de porta em porta, pedindo votos porque nós queremos eleger a maior bancada estadual da história do MDB, queremos eleger a deputado federal o Dr. Marco Aurélio e vamos trabalhar para eleger a senador da República Marcelo Castro, e estaremos juntos nessa caminhada para que a gente possa continuar o desenvolvimento do estado do Piauí”, disse ao discursar no palanque do MDB.

W.Dias discursa em palanque com Regina Sousa, Ciro Nogueira e Marcelo Castro (Foto: Josy Ventura / Portal O Estado)

O deputado estadual João Madison (MDB) diz ter consciência de que será uma disputa difícil e garante que mesmo após as indefinições quanto ao espaço da sigla na chapa, todo o partido está unido para reeleger Wellington.

“Toda eleição é difícil. Não se pode entrar de sapato alto, temos que buscar fazer o melhor. O MDB tem nove candidatos a deputado estadual, quatro a federal e um a senador da República, então temos um trabalho de um longo tempo e vamos, se Deus quiser, colher os frutos do trabalho que viemos prestando ao Piauí. Acredito que iremos fazer a maior bancada na Assembleia Legislativa”, disse João.Deputado João Madison reforça união do MDB no Piauí com W.Dias (Foto: Vitor Sousa / Portal O Estado)

“O MDB não tem racha no Piauí. Estamos unificados em torno do governador Wellington Dias e de Marcelo Castro. Não tem divergências dentro do partido. O que passou, passou. Agora é pra frente”, explicou o deputado, sobre o também Emedebista Themístocles Filho, que ficaria com a vaga de vice-governador na chapa. 

PT TAMBÉM QUER GARANTIR SEU ESPAÇO 

Dentro do Partido dos Trabalhadores o sentimento também é de trabalhar para ganhar espaço tanto dentro da Assembleia Legislativa do Piauí, quanto na Câmara Federal.

“Estamos dialogando internamente, estamos trabalhando. Segundo as pesquisas, mais de 35% da população tem o PT como seu partido preferido, isso mostra que a população do Piauí avalia o PT muito bem. Vamos dialogar com esse público para dizer que não basta gostar do PT, tem que votar no partido e em seus candidatos.", explanou o ex-líder do governo na Alepi, João de Deus, que também disputará uma vaga no legislativo estadual.

João de Deus tentará vaga na Alepi pelo PT (Foto: Vitor Sousa / Portal O Estado)

"Quem gostou do governo do PT, vota no PT”, concluiu o candidato petista.

Além de PT e MDB, também realizaram suas convenções na tarde de hoje o PP do senador Ciro Nogueira, PDT, PSD, PC do B, PRTB e PTB.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: