Portal O Estado

Em Teresina crianças que estão na faixa etária entre seis meses e cinco anos incompletos já podem se vacinar.

A vacinação contra a Influenza começou hoje cedo na capital.

São mais de 100 salas de vacina que estão distribuídas nos hospitais de Teresina. (Foto: Ascom)

As crianças residentes em Teresina que estão na faixa etária entre seis meses e  cinco anos incompletos já podem se dirigir às salas de vacina para receber a imunização contra a gripe.No Piauí, apenas Teresina está vacinando as crianças porque a Fundação  Municipal de Saúde - FMS- comprou, com recursos próprios, as seringas e agulhas especiais para este público.A previsão é de vacinar  na capital 190 mil pessoas entre adultos e crianças até  o dia 1o de junho.

Hoje cedo,a  movimentação foi grande nos hospitais de Teresina. Amanda Caroline Chaves Fideles,mãe de Ana Clara, chegou bem cedo no hospital da Primavera atendendo ao chamado da FMS para a vacinação das crianças.Segundo ela, é muito importante estar com a caderneta de vacina em dia para manter a saúde."A vacina é muito importante porque imuniza nossos filhos contra os vírus. por isso não perco nenhuma campanha",disse Amanda Fideles. Quem também foi um dos primeiros a se vacinar foi Carlos Balduíno, de 67 anos, que disse que se vacina todo ano e nunca mais gripou."Por isso já estou hoje aqui no primeiro dia  juntamente com minha esposa", frisou ele.

Teresina conta com mais de 100 salas de vacina distribuídas nos hospitais (Primavera,Buenos Aires, Satélite,Dirceu Arcoverde, Promorar e Parque Piaui. A FMS também está ofertando vacina no Lineu Araújo e nas UBS, além do Hospital Infantil e no  Natan Portela mais conhecido como HDIC.

“Já recebemos 42 mil doses de vacina e vamos receber mais na próxima semana”, informa a diretora de Vigilância em Saúde da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Amariles Borba."A FMS alerta toda a população que esteja dentro do público alvo para que não deixe de se imunizar, pois são pessoas mais suscetíveis a complicações que levam à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). “A vacina reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos”, diz.

Fazem parte dos grupos prioritários os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Eles devem levar o cartão de vacinação e, nos caso dos doentes crônicos, um atestado médico.

As vacinas utilizadas durante as campanhas de vacinação contra a influenza são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contém vírus novos e não causam a doença.“As vacinas são bastante seguras, não sendo encontradas evidências de que causem eventos sistêmicos graves”, afirma Amariles Borba.

O que é a Influenza

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e também podendo causar pandemias. “A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos, nariz”, explica Amariles Borba.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: