Portal O Estado

Capitão Fábio Abreu explica ação policial que culminou na morte de oito suspeitos de assalto a banco no Piauí

O Secretário de Segurança do Piauí deu o passo a passo de toda a ação policial que resultou na morte e prisão de assaltantes a bancos de Campo Maior

O Secretário de Segurança do Piauí, Capitão Fábio Abreu, detalhou os procedimentos envolvidos na ação policial de repressão a criminosos que realizaram assaltos a bancos no município de Campo Maior. A ação culminou na morte de oito suspeitos e na prisão de outros cinco.

O chefe de segurança explicou que toda a ação envolve um "plano de emergência" em que todas as unidades policiais são acionadas. Nesta operação, o plano foi acionado e as informações foram repassadas, de onde possivelmente os suspeitos pudessem estar localizados. O comandante de operação de cada município coordenou as diligências para "cercar" os assaltantes.

Capitão Fábio Abreu. (Foto: Divulgação)

"Começaram a aparecer os veículos, eram sempre três. Localizamos eles em direção a Batalha e Parnaíba, saída de São José do Divino. Até então, não tínhamos mais informações, mas continuamos o cerco envolvendo Piracuruca. No final da tarde, eles já estavam retornando e não tínhamos mais dúvidas que retornavam para o local em que dormiram no primeiro dia para planejar um outro assalto de banco. A partir daí, desestabilizamos o projeto deles, porque um dos nossos comandantes fez alguns disparos com uma guarnição e eles começaram a desequilibrar a logística deles, perderam até um carro nesse processo", disse Fábio Abreu.

Após a ação policial, os assaltantes se dividiram em dois grupos: um deles foi para a cidade de Cocal e outro grupo se encaminhou para a região de Barras e Batalha. Chegando nas cidades de Barras e Batalha, o grupo foi surpreendido com mais repressão policial e atolaram um dos carros durante tentativa de fuga em estrada vicinal. O primeiro grupo, que havia se encaminhado para Cocal, teve problemas com combustível. "Ficaram os dois grupos no mato, então já concentramos nossas ações nesses dois locais", disse o secretário Fábio Abreu.

O capitão ressaltou ainda o apoio recebido pelo estado do Ceará durante a operação, que contribuiu enviando três guarnições do Comando de Operações e uma aeronave para auxiliar as buscas, que foi fundamental no processo.

"Com esse reforço, integração das instituições, conseguimos trabalhar também a inteligência que foi importante para que pudesse chegar nesse grupo. Tivemos informações concretas de onde estaria o grupo de Cocal, de madrugada e fizemos as incursões. O grupo não queria se entregar e acham que podem resistir. Mas a técnica dos nossos policiais, a força, foram determinantes", finalizou.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: