O Seminário Luso Brasileiro de Recursos Genéticos e 4º Encontro da Oficina de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Bovinos Curraleiro Pé-Duro iniciou as atividades na última terça-feira (21/08), no auditório do Colégio Técnico de Teresina, na Universidade Federal do Piauí, com a palestra “Uso da Genômica para o Melhoramento Genético e valorização das raças localmente adaptadas”, ministrada pelo pesquisador, Dr. Marcos Vinícius Gualberto, da Embrapa Gado de Leite - Juiz de Fora (MG).

O evento promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Pé-Duro (ABCPD), com o apoio do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Piauí (CRMV-PI), tem o objetivo de discutir temas sobre genética e o melhoramento das raças nativas, principalmente do Nordeste, além da evolução e transformações da raça Curraleiro Pé-Duro.

De acordo com o presidente Anísio Ferreira Lima Neto, o seminário representa a integração de profissionais brasileiros e de Portugal em busca de convênios, novos conhecimentos, troca de experiências e mais oportunidades para os criadores.

“Nesse evento temos a presença de profissionais de medicina veterinária de Portugal e do Piauí, que trabalham nas áreas de pesquisa e transferência de tecnologia e de pós-graduação. Com isso, nós iremos oportunizar a possibilidade de convênios para a integração de novos conhecimentos e fortalecimento das raças nativas nas áreas de reprodução, sanidade, melhoramento animal, genômica. Isso se dá através da união institucional, de órgãos como o Ministério da Agricultura, CRMV, EMBRAPA,UFPI, ABCPD, FIEPI. Nesse momento fazemos alusão a profissão de médico veterinário e zootecnistas em prol do desenvolvimento do meio rural, que se consolida com uma pesquisa forte, purgante e que se traduza em mais oportunidades para os criados aplicarem em seus rebanhos”, afirmou o diretor.

Segundo dia

Os profissionais portugueses, Dr. Nuno Carolino e Pedro Espadinha apresentaram suas palestras na manhã desta quarta-feira (22), no auditório do Colégio Técnico de Teresina. Os temas abordados foram “Melhoramento Genético e Uso Econômico das Raças Autóctones em Portugal” e “Gestão e Promoção de uma Raça Autóctone em Portugal”.

Pedro Espadinha contou que o objetivo das palestras são compartilhar experiências e um profissional aprender com o outro, para que os ensinamentos possam ser levados e aplicados em suas regiões.

“Viemos transmitir o que desenvolvemos em Portugal e qual o nosso objetivo lá. É mais uma troca de experiência, onde relatamos o que nós fazemos. Dai fazer com que a nossa experiência possa instigar e que as pessoas possam aprender alguma coisa e eu também possa aprender com o público e levar novos conhecimentos para lá”, declarou o pesquisador.

Ao longo desta terça-feira, os participantes assistirão palestras de profissionais da Embrapa, UFPI e MAPA.  As atividades seguem até sexta-feira (24/08) e a programação completa está disponível no site crmv-pi.org.br.  

Dê sua opinião:

Tags