Portal O Estado

Parceria entre MPPI e UESPI desenvolverá projeto de combate à violência contra a mulher

A criação de uma Promotoria de Justiça especializada no combate ao racismo e à discriminação racial está entre os objetivos do projeto

O Promotor de Justiça Francisco de Jesus, titular da 5ª Promotoria de Justiça de Teresina, que integra o Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID), apresentou, nesta terça-feira (19/03), para o reitor da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Nouga Cardoso, projeto que visa combater à violência contra a mulher por meio do desenvolvimento de parceria com a comunidade acadêmica da Universidade.

"Através da parceria, queremos aproximar o Ministério Público da sociedade para que possamos intensificar o processo de enfrentamento da violência contra a mulher, principalmente, contra a mulher negra. Para isso, nossa ideia é densenvolver projetos de pesquisas dentro da universidade porque o racismo é uma questão estrutural", explica Francisco de Jesus, idealizador da proposta.

Nouga Cardoso, reitor da UESPI, destaca que é importante contribuir com a instrução da sociedade e tê-la como aliada no movimento de combate à violência contra a mulher. "A Universidade como insitutição plural, que visa formar pessoas, deve lançar seus olhares para estudar o papel de todos os entes sociais e analisar se está garantida a inserção dessas pessoas nos diversos ambientes. Realizaremos discussões sobre a temática, dentro e fora da universidade", pontua o reitor.

A criação de uma Promotoria de Justiça especializada no combate ao racismo e à discriminação racial está entre os objetivos do projeto. "Iremos propor ao Tribunal de Justiça a criação de uma vara para apurar os crimes de racismo praticados em Teresina. A Uespi será nossa parceira na formação de multiplicadores da nossa ação", acrescenta Francisco de Jesus.

Também participaram da reunião, o vice-reitor, Evandro Alberto, o pró-reitor de Ensino e Graduação, Pedro Soares, a pró-reitora de Extensão Universitária, Maria da Cruz, a professora universitária de História, Iraneide Soares e a psicóloga Cynara Veras.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: