Portal O Estado

Paciente que teve quase 90% do corpo queimado recebe alta do HUT

De acordo com o cirurgião plástico Denyberg Santiago, o tratamento do Bruno foi feito todo com curativos e banhos dados com anestesia.

Uma grande explosão deixou Bruno Thiago Oliveira, 30 anos, com queimaduras de 1° e 2° grau em quase 90% do corpo. Após 37 dias, ele já recebeu alta, completamente recuperado. Todo o tratamento foi feito no HUT (Hospital de Urgência de Teresina), o único do Piauí que oferece à população uma unidade especializada no tratamento de queimados que vem fazendo a diferença na vida de muitos pacientes.

De acordo com o cirurgião plástico Denyberg Santiago, o tratamento do Bruno foi feito todo com curativos e banhos dados com anestesia, o que dá conforto para os pacientes e agiliza o processo de recuperação da pele. “Ele respondeu muito bem ao tratamento. A pele da área queimada foi revitalizada, ou seja, nasceu pele nova. As áreas com queimaduras de segundo grau mais profundas demoraram um pouco mais, mas ele recebeu alta com a pele toda renovada e livre de infecção”, explicou.

“Imaginei que fosse passar meses internado. Não tinha uma área do meu corpo que não estivesse queimada. Foram momentos de tensão e de muito sofrimento. Fiquei muito abalado com o que aconteceu. Não acreditava que iria conseguir me recuperar em pouco mais de mês. Porém estou perfeito fisicamente e isso se deve ao tratamento que recebi no HUT”, comenta Bruno, que destaca o trabalho do enfermeiro Jó Gomes, gerente de enfermagem da UTQ. “Além de ser um grande profissional, ele é muito humano”, declarou.

Para garantir um atendimento de qualidade aos pacientes, principalmente, os classificados como grandes queimados, como é o caso do Bruno, o Hospital possui um equipamento chamado dermátomo elétrico. É utilizado para a realização de enxerto de pele, principalmente, para os pacientes com lesões extensas. “Com o dermátomo, conseguimos otimizar a retirada de pele, diminuindo os desperdícios. Para se ter uma idéia, com a retirada de 10% da pele da coxa de um paciente vítima de queimaduras conseguimos fazer o enxerto de 25% das costa do paciente”, explicou.

Os grandes queimados internados HUT recebem ainda a assistência de equipes multiprofissionais, que contam com nutrólogo, nutricionista, fisioterapeuta, assistente social, médico, enfermeiro, psicólogo e terapeuta ocupacional. “Esse trabalho especializado leva em consideração não somente a doença em si, mas o completo bem-estar físico, mental e social. O resultado tem sido uma recuperação mais rápida e com mais qualidade”, destacou a diretora do hospital, Ana Clara Leal.

A Unidade de Queimados do HUT conta atualmente com 17 leitos e especialistas de plantão 24 horas. Somente este ano foram atendidas 148 vítimas envolvendo queimaduras de média e alta complexidade. Foram 76 acidentes com substância quente, 48 com fogo, dois choques elétrico e 22 por outros tipos de queimaduras. Durante todo o ano de 2018 foram 229 atendimentos de vítimas de queimaduras.

O acidente com Bruno aconteceu no apartamento dele, localizado no bairro Morada Nova, na manhã do dia 20 de julho. “Eu não sabia que meu apartamento estava com vazamento de gás. Quando acordei fui acender meu cigarro e logo vi o fogo subindo por baixo da porta e, em seguida, a explosão. Fui jogado pra longe e meu apartamento ficou totalmente destruído”, conta.
No momento do acidente Bruno estava sozinho e foi socorrido por vizinhos. Seus dois filhos, uma menina de 6 anos e um menino de 3, e esposa tinham viajado de férias.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: