Mulher que informava sobre blitz da PRF em Floriano é intimada para esclarecimentos

A acusada avisava através de redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas sobre fiscalizações das forças policiais na região de Floriano

Agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Civil de Floriano, no Sul do Piauí, identificaram um mulher de 49 anos que informava sobre ações da PRF através de mensagens via WhatsApp. 

Os policiais receberam a denúncia através do número de emergência 191 e realizaram diligências no sentido de localizar e identificar a autora do cometimento do crime.

Após a identificação, a mulher foi intimada a depor na Delegacia de Polícia Civil de Floriano para esclarecimentos. No início, a acusada informou aos policiais que não cometeu o crime, porém após a apresentação de provas contra sua pessoa, ela confirmou o cometimento do crime e prometeu se retratar nos canais que utilizava. 

A Polícia Civil instaurou o inquérito policial para apurar a participação da acusada que vai responder por Atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública que está tipificado no Art. 265 da Lei 2.848/1940 (Código Penal).

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: