Portal O Estado

Metade dos profissionais do "Mais médicos" não se apresentaram no Piauí

Governo aponta que 98 profissionais ainda não compareceram aos municípios, não assumiram as vagas para qual se inscreveram

Na atualização de dados do programa Mais Médicos, feito pela Secretaria de Estado da Saúde, o Piauí registra 98 profissionais que ainda não se apresentarem aos municípios. Os dados referem-se à última sexta (07/12) e apontam também que 55 médicos já iniciaram as atividades.

Com a saída dos médicos cubanos, foram abertas 199 vagas para o programa. Após 100% das vagas preenchidas pelo edital do Ministério da Saúde, os profissionais têm até o dia 14 de dezembro para o início dos trabalhos nos municípios. No entanto, apenas um quarto deles, totalizando 55, se apresentou e já começou a trabalhar; 38 validaram suas inscrições, ou seja, apresentaram a documentação, mas não compareceram no local de trabalho.

Segundo Idvani Braga, coordenadora estadual do Programa, todos os médicos cubanos cooperados já saíram do Estado e “os municípios continuam com muitas dificuldades, principalmente aqueles onde só existiam médicos cooperados. Ainda temos um número muito alto de vagas, são 98 profissionais que ainda não compareceram aos municípios, não assumiram as vagas para qual se inscreveram”, relata, enfatizando que quem não se apresentar no prazo está automaticamente excluindo do programa.

Por conta disso, a coordenadora faz um apelo para que o profissional manifeste aos municípios se vai ou não assumir a vaga, pela qual se inscreveu. “Se inscreveu, não compareceu, não validou, se ele não tem interesse, que entre em contato com a gestão municipal. O tempo que ele tem, até o dia 14, é também o tempo para ele desistir, oficializar a desistência, para que a vaga volte para o sistema e outro profissional possa se inscrever. Estamos no período crítico, onde o usuário precisa da assistência, trocar receita, de um atendimento que tinha com regularidade, e que hoje está prejudicado”, afirma Idvani.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: