O Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça com Atuação no Tribunal do Júri (GAEJ), representado pelo Promotor de Justiça João Malato Neto, conseguiu a condenação do réu Fábio Barros de Sousa, conhecido popularmente por “Nego Fábio”, a uma pena de seis anos de reclusão em regime semi-aberto, em julgamento realizado nesta segunda-feira (12/11) na Comarca de Teresina-PI.

O condenado Fábio Barros de Sousa foi levado a julgamento pela prática do crime de tentativa de homicídio qualificado utilizando-se do recurso que impossibilitou a defesa da vítima (artigos 121, §2º, IV c.c 14, II, todos do Código Penal), posto que no dia 03 de março de 2010, por volta das 14h00min, nas proximidades da Rua Pio IX, nº 3.077, bairro São Pedro, município de Teresina-PI, o acusado participou da tentativa de assassinato da vítima Leonardo Mariano Carvalho da Silva, que encontrava-se desarmada, com um disparo de arma de fogo (revólver calibre 38) à curta distância, simplesmente devido a ocorrência de uma guerra de gangues travada entre a “Turma da Rua Buriti” e a “Turma da Olaria”, ambas sediadas no bairro São Pedro.

“Este crime, à época dos fatos, causou grande repercussão na sociedade de Teresina, onde a população clamava por justiça em virtude da violência e da covardia do crime cometido”, declara o Promotor de Justiça João Malato Neto. 

Este foi o segundo julgamento ao qual foi submetido o sentenciado, posto que ele tinha sido absolvido no primeiro julgamento, realizado no dia 21/01/2013.

Fonte: MPPI

Dê sua opinião:

Tags