Família suspeita que ex-parceiro de Aretha tenha a assassinado

Investigações sobre assassinato de cabeleireira na Avenida Maranhão avançam e laudo do IML pode sair no prazo de dez dias

Família suspeita de ex-parceiro da vitima. (Foto: Divulgação / Redes sociais)

Identificada ainda na tarde da última terça-feira (15/05), Aretha Dantas é o nome da mulher de 32 anos que foi esfaqueada, atropelada e abandonada as margens da avenida Maranhão. Aretha era cabeleireira e morava no bairro Bela Vista, zona Sul de Teresina. De acordo com informações da polícia a investigação já está bem avançada e é possível que a qualquer momento seja revelado o autor e as motivações do crime. 

"As informações já estão bem condensadas, o inquérito policial está sendo presidido pela delegada Luana do núcleo de feminicídio e acredita-se que nos próximos dias o culpado pelo crime seja revelado", informou o delegado Francisco Baretta, coordenador da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Uma tia da vítima acredita que o crime tenha sido realizado pelo ex companheiro de Aretha "Ela viveu com um cara de 3 a 4 meses e ele não aceitava a separação. Ela saiu da casa dele no final de fevereiro e não aceitava a separação", disse à TV Cidade Verde. 

"O assassinato de Aretha Dantas tem a assinatura do criminoso e nós estamos utilizando ela para poder chegar até ele", informou o delegado Francisco Baretta. 

O crime 

Na madrugada da última terça-feira (15/05) o corpo de Aretha Dantas foi encontrado por moradores na avenida Maranhão. No corpo havia sinais de atropelamento e golpes de faca. O Instituto Médico Legal (IML) informou que o laudo do crime sairá em um prazo de dez dias. 

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: