Portal O Estado

Assassino de Major da Polícia Militar foge de penitenciária após transferência irregular

Wallison Jhonatan estava detido na Penitenciária de São Raimundo Nonato em regime fechado, mas acabou sendo transferido para Major César em regime semi-aberto após uma decisão judicial de outro crime

Um dos assassinos do Major da Polícia Militar Mayron Moura Soares, morto com um tiro no peito em março de 2017 durante um assalto em Teresina, fugiu da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira, para onde havia sido transferido. Segundo informações do Notícia da Manhã, da TV Cidade Verde, o preso foi transferido por engano. Penitenciária Major César. (Foto: Divulgação/Sejus)

Wallison Jhonatan foi julgado em setembro de 2017 e condenado a 33 anos de prisão pelo crime de latrocínio, o roubo seguido de morte. Ele estava detido na Penitenciária de São Raimundo Nonato em regime fechado, mas acabou sendo transferido para a Major César em regime semi-aberto após uma decisão judicial favorável em alusão a outro crime cometido. 

A família do Major pede a responsabilização dos envolvidos na transferência que resultou na fuga do preso, que aconteceu cinco dias após sua transferência. Os familiares ressaltam ainda que houve falha administrativa na transferência do preso, já que ele não poderia alçar dos benefícios do regime semi-aberto. Segundo eles, para a transferência, só foi levado em consideração o crime de roubo, que ele cometeu antes do assassinato do Major Mairon.

O crime

Walisson Jhonantan e o comparsa, Iranilson Pereira dos Santos foram condenados a 33 anos de prisão após o assassinato do Major Mairon, em março de 2017. O Major estava numa parada de ônibus em Todos os Santos, zona Sudeste de Teresina, quando foi abordado pelos dois numa moto. Durante a abordagem, eles pediram um celular, que foi entregue, mas mesmo assim atiraram no militar. 

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: