Portal O Estado

Adolescente que assassinou estudante de medicina é condenado a três anos de detenção

O adolescente identificado com as iniciais W. L. A R., 15 anos, foi sentenciado com medida socioeducativa de internação no período de três anos, que corresponde ao tempo restante para que o acusado alcance a maioridade penal.

(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

A 2° Vara da Infância e da Juventude de Teresina sentenciou com pena máxima o adolescente acusado de assassinar o estudante de medicina Antônio Rayron Soares de Holanda, 22 anos. A decisão foi homologada pela juíza Elfrida Costa Belleza Silva. 

O adolescente identificado com as iniciais W. L. A R., 15 anos, foi sentenciado com medida socioeducativa de internação no período de três anos, que corresponde ao tempo restante para que o acusado alcance a maioridade penal. Ele deve ser avaliado a cada três meses e conforme evolução de comportamento pode ter progressão de pena. 

O acusado já havia cometido alguns homicídios tempos atrás. Segundo a Polícia, ele já cometeu três homicídios em menos de três meses e já confessou ter esfaqueado o próprio tio com apenas 11 anos. 

Entenda o caso

O estudante de Medicina da Universidade Federal do Piauí, Antônio Rayron Soares de Holanda, de 22 anos, foi morto após um assalto na avenida Miguel Rosa, na região Sul de Teresina, em novembro do ano passado. 

Ele estava indo para o estágio quando foi surpreendido pelo assaltante que tentava roubar seu celular. O estudante levou um tiro nas costas e morreu no local.  

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: