Ações do Maio Amarelo têm início nesta terça-feira (07/05) em Teresina

A ação tem como objetivo sensibilizar, conscientizar e convocar a sociedade para adotar um comportamento mais seguro e responsável no trânsito.

Será realizada nesta terça-feira (7), a partir das 8h, na Praça João Luís Ferreira, a abertura das ações alusivas ao Maio Amarelo. A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), juntamente com os órgãos que compõem o Sistema Nacional de Trânsito participam de todas as ações que têm como objetivo sensibilizar, conscientizar e convocar a sociedade para adotar um comportamento mais seguro e responsável no trânsito. Neste ano, a 6ª edição do Maio Amarelo traz o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e recomendado na Resolução nº 771, de 28 de fevereiro de 2019.

Na sexta-feira (10), às 8h, haverá uma panfletagem educativa no Terminal Rodoviário Lucídio Portela. Na terça (14), às 8h, haverá uma ação educativa com os familiares de vítimas de acidentes no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Na quinta (16), a partir das 8h, vai acontecer uma ação educativa com motoristas no estacionamento da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), no Centro Administrativo. Na sexta (17), às 8h, acontece uma ação educativa na faixa de pedestres da Avenida João XXIII, em frente ao DNIT.

Dando continuidade às atividades do Maio Amarelo, na segunda (20), a partir das 9h, vai acontecer ação educativa com alunos e professores na Faculdade Uninassau.  Na terça (21), às 19h, haverá uma ação educativa na Faculdade Faepi. Na quarta (22), a partir das 8h, haverá uma blitz educativa e de fiscalização na PI 130, próximo ao Motel Garden. Encerrando a semana, na sexta (24), às 8h, haverá uma ação educativa na Praça do Liceu, no centro da cidade.

Na terça (28), às 8h, haverá uma ação educativa, com os pacientes e familiares, no Hospital Getúlio Vargas.  Na quarta (29), às 8h, será realizada na UESPI a Expoart Maio Amarelo. Na quinta (29), a partir da 8h, vai acontecer o Dia D com uma ação educativa nas escolas municipais e estaduais. No dia 31 haverá o encerramento das atividades do Maio Amarelo com uma blitz educativa, a partir das 8h, na Avenida João XXIII, em frente à sede da Polícia Rodoviária Federa (PRF).

De acordo com a gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, ao longo do mês serão realizadas atividades com a participação de todos os órgãos que compõem o Sistema Nacional de Trânsito. Ela informa que todas as ações têm como meta alertar as pessoas no que diz respeito ao problema do grande índice de acidentes e mortes no trânsito. “Durante todo esse mês estaremos nas ruas, nas escolas, faculdades e empresas com os parceiros realizando ações educativas para mostrar para as pessoas a necessidade de uma mudança de comportamento, pois somente assim teremos um trânsito mais seguro para todos”, disse.

A gerente ressalta ainda que nas ações educativas serão distribuídos materiais educativos para os condutores. “Este ano, mais uma vez, estamos chamando as pessoas às suas responsabilidades, pois o comportamento inadequado no trânsito tem trazido consequências para a vida das pessoas. A escolha em agir de maneira errada tem feito a diferença no trânsito e tem trazido muitos prejuízos para todos que fazemos parte dele”, finalizou.

NO TRÂNSITO, O SENTIDO É A VIDA

Este ano, a 6ª edição do Maio Amarelo traz o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito e recomendado na Resolução nº 771, de 28 de fevereiro de 2019.

Assim como em 2018, o tema escolhido propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

O mote sugerido pelo observatório também foi validado pela Associação Nacional de Detrans (AND), que o apresentou durante reunião geral. De acordo com o observatório, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas.

Fonte: Prefeitura de Teresina

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: