Portal O Estado

23ª Caminhada da Fraternidade reúne multidão de cristãos em Teresina

A cada ano, o evento reúne milhares de pessoas na luta a favor da vida, do respeito, da esperança e da solidariedade

Os passos da solidariedade tomam conta das avenidas de Teresina na 23ª Caminhada da Fraternidade que este ano apresenta o tema “Diferenças: nós respeitamos”, levantando a bandeira da tolerância e empatia pelo próximo. O evento iniciou por volta das 7h, com a Santa Missa, ao lado da Igreja São Benedito, e a largada oficial às 8h. 

O coordenador geral da Caminhada da Fraternidade e presidente da Ação Social Arquidiocesana (ASA), Padre Tony Batista, conta que o tema é bastante significativo para os tempos atuais. “Tolerância não é conivência, nem renunciar à nossa identidade, mas procurar viver com o diferente, respeitando o diferente. Queremos dia após dia lutar contra todo e qualquer preconceito”, afirma. 

Uma das novidades da 23ª edição do evento é a mudança do percurso. A Caminhada seguirá na Avenida Frei Serafim até a Ponte Juscelino Kubitschek. Os participantes pegarão a alça da direita para ter acesso a Avenida Raul Lopes, onde seguirão até a Ponte Estaiada para a bênção final e shows de bandas locais. 

A Caminhada da Fraternidade beneficia trabalhos e ações voltadas para pessoas carentes, idosos, crianças em situação de risco e pessoas com problemas de saúde em Teresina, que são acolhidas no Lar da Fraternidade, Lar de Misericórdia e Maria Imaculada. Em 2017, o evento beneficiou projetos como a Pastoral do Povo de Rua, Pastoral dos Surdos de Teresina, Casa Frederico Ozanam, Fundação Mateus Pereira, dentre outros. 

Em todas as suas edições, a Caminhada da Fraternidade simboliza um desfile de cidadania, que além de recursos financeiros para a manutenção dos diversos serviços, fortalece o compromisso na luta a favor da vida.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: