Portal O Estado

Time do Ceará quer goleiro Bruno para jogar na temporada 2020: "Muito interessado"

Barbalha, recém-promovido para a primeira divisão no futebol cearense e com vaga garantida na Copa do Brasil 2020, demonstra interesse em contratar goleiro

Time da primeira divisão do futebol cearense e com vaga garantida para disputar a Copa do Brasil de 2020, o Barbalha está interessado na contratação do goleiro Bruno, ex-Flamengo, que recentemente conseguiu progressão para o regime semiaberto e foi solto em 19 de julho.

"O Barbalha Futebol Clube acredita no potencial do profissional Bruno Fernandes de Souza, e tem a plena certeza de sua recuperação e na reintegração dentro da sociedade e no futebol, nos que fazemos o esporte dentro de um pais que passa por mudanças políticas e comportamentais não podemos esquecer a nossa essência maior de uma povo generoso e acolhedor, principalmente o povo Nordestino", diz comunicado no Facebook.

O presidente do Barbalha, Lucio Barão, disse que tem conversado com Bruno e que ele está muito interessado em defender o time cearense. O contrato seria a partir de 2020. "Tenho falado com ele, com a advogada, com a esposa. O Bruno tem algumas propostas, de segunda, terceira divisão, mas quando teve o meu contato, ele achou mais interessante para um possível retorno, pelo time estar na primeira divisão do Cearense e na Copa do Brasil do ano que vem. Quanto à questão financeira, ele foi bem sincero: ele não está interessado agora em muito dinheiro, e sim em retomar a carreira", afirmou o dirigente.

De acordo com Lúcio, porém, Bruno precisa de uma autorização especial da Justiça para se mudar de Varginha, onde cumpre o regime semiaberto domiciliar. Vale ressaltar que o goleiro ainda precisará de outra autorização, para trabalhar com futebol, uma vez que o horário do regime semiaberto vai das 6h às 20h e futebol tem horários diferentes de jornada de trabalho.

"Ele tem interesse demais em vir, mas o que está pegando, e que a advogada dele e o advogado do Barbalha estão em contato, é o seguinte: ele está no semiaberto, e para ele vir para o Ceará, precisa pedir uma autorização para mudança de endereço para o promotor, tem que ter essa liberação, tem que se recolher às 20h, então tem uma série de ajustes que a gente está cuidando. A gente sabe que é uma contratação que dá muita polêmica", disse Lucio.

"Há o interesse, até mesmo na questão de marketing, visibilidade para o clube, é uma Série A, Copa do Brasil, e hoje quem tem a melhor proposta para ele é o Barbalha, não só pela vitrine, como também pela retomada de carreira. A gente está vendo questões jurídicas. Estamos vendo se daqui a 20, 30 dias chegamos a uma decisão. Mas há o interesse, sim", acrescentou.

Segundo o dirigente, Bruno já pagou pelo erro que cometeu e hoje está bem psicologicamente para retornar ao futebol.

"Eu mesmo conversei com ele por telefone, com a esposa dele. Ele está bem demais psicologicamente, está treinando. Vejo ele muito focado, e ele sabe que pode ser a última chance da vida dele dentro do futebol. Acho que ele já pagou pelo erro dele e, pensando no futebol, acho que seria uma boa contratação para o futebol do Ceará", analisou.

Em sua página na rede social, o clube cearense fez até uma enquete para ter uma ideia do impacto da contratação do jogador, que cumpre penas somadas de 20 anos e nove meses de prisão pela morte de Eliza Samúdio e foi condenado por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. 

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: