O acordo entre a Liga do Nordeste e a Fox Sports, visando a transmissão da Copa do Nordeste, foi firmado em R$ 5,04 milhões por temporada – com previsão de três edições. Como o torneio regional já tinha uma cota assegurada de R$ 26,4 milhões, considerando apenas os repasses por participação e premiações, a cota total chegou a R$ 31,44 milhões.

Em relação à edição de 2018, o aumento nominal é de 9,04 milhões de reais, o maior desde a volta da competição ao calendário oficial da CBF. Em termos percentuais, um incremento de 40%, com o martelo batido após uma reunião realizada no Recife.

Para o Altos, único time piauiense na competição regional, o incremento financeiro é de R$ 315 mil. 

A evolução da cota total da Copa do Nordeste
2013 – R$ 5,60 milhões
2014 – R$ 10,00 milhões (+4,40 mi; +78,5%)
2015 – R$ 11,14 milhões (+1,14 mi; +11,4%)
2016 – R$ 14,82 milhões (+3,68 mi; +33,0%)
2017 – R$ 18,52 milhões (+3,70 mi; +24,9%)
2018 – R$ 22,40 milhões (+3,88 mi; +20,9%)
2019 – R$ 31,44 milhões (+9,04 mi; +40,3%)

Abaixo, a distribuição das cotas de 2019, já atualizadas após o contrato com a Fox Sports.

Subgrupo 1 (R$ 2,215 milhões) – Vitória, Bahia, Santa Cruz e Ceará
Subgrupo 2 (R$ 1,735 milhão) – ABC, Náutico, CRB e Sampaio Corrêa
Subgrupo 3 (R$ 1,535 milhão) – Fortaleza, Botafogo-PB, Salgueiro e Confiança
Subgrupo 4 (R$ 825 mil) – CSA, Moto Club, Altos e Sergipe

Dê sua opinião:

Tags