Portal O Estado

Robô em 'Han Solo', mas também atriz, roteirista e produtora para ficar de olho

Com três séries elogiadas, inglesa de 32 anos é a dubladora da androide L3-37, do recém-lançado filme baseado em 'Star Wars'.

Phoebe Waller-Bridge em 'Fleabag' (Foto: Divulgação)

A inglesa Phoebe Mary Waller-Bridge já tem três séries super elogiadas no currículo, mas sua voz nunca foi tão ouvida quanto nestes últimos dias.

A atriz, produtora e roteirista de 32 anos é a dubladora da androide L3-37. No recém-lançado "Han Solo", o personagem-título, Chewbacca e Lando Calrissian são destaques. Então, dá para usar aquele clichêzinho: Phoebe rouba a cena.

Vá ao teatro, mas pode ver TV também...

Mas antes de estar em uma história "Star Wars", Phoebe começou a ser mais falada com uma peça em 2013, no Festival Fringe de Edimburgo.

Antes, em 2011, havia feito pequenos papéis nos filmes "Albert Nobbs" e "A Dama de Ferro"

A performance de "Fleabag" no evento de artes da cidade escocesa fez esta londrina de 1,77 m conseguir programas nos dois principais canais da TV inglesa: BBC e Channel 4.

Vamos falar sobre depressão e sexo?

Phoebe Waller-Bridge em foto para divulgar a peça 'Fleabag' (Foto: Divulgação)

"Fleabag" virou série da Amazon Prime com a BBC 3: a primeira temporada saiu em 2016 e a fez ganhar um prêmio Bafta de melhor atriz de comédia; a segunda está prevista para 2019.

A série segue a rotina de uma mulher com depressão após duas mortes de pessoas importantes em sua vida. Ela se divide entre sexo, álcool e uma rotina pouco empolgante.

Já na primeira cena, ela aparece montada em um cara, falando sobre sua vida enquanto olha para a câmera. Na peça, Phoebe tinha a companhia apenas de uma cadeira vermelha.

Sentada nela, ganhou elogios como os do jornal "The Guardian": "É um prazer ver a habilidade de Waller-Bridge em estimular e controlar seu público. Ela deliberadamente 'mata' as gargalhadas com detalhes transgressivos que atraem suspiros e gemidos da plateia".


Phoebe Waller-Bridge na série 'Crashing' (Foto: Divulgação)

Phoebe também é um dos nomes por trás de "Crashing" (Channel 4 e Netflix) e "Killing Eve" (BBC America).

Os seis episódios de "Crashing" mostram a saga de Lulu que aparece de surpresa na casa de um ex-namorado, que vive em um hospital abandonado na Inglaterra. Ela é a protagonista e principal roteirista.

Espionagem engraçadinha

"Killing Eve", série criada por ela, é um thriler de espiãs. A trama é baseada na série de livros "Villanelle", de Luke Jennings.

Villanelle (Jodie Comer) e Eve (Sandra Oh) em 'Killing Eve' (Foto: Divulgação)

Eve Polastri (Sandra Oh) é uma funcionária do MI5, serviço de inteligência britânico. Ela começa a perseguir a psicopata Villanelle (Jodie Comer), enquanto as duas mulheres ficam obcecadas uma pena outra.

Mas é boa? Todas as 22 críticas compiladas pelo site Metacritic são positivas, incluindo as dos jornais "USA Today" ("Obscuramente engraçado, é divertida como ver uma partida de tênis entre as duas atrizes") e "The New York Times" ("é inteligente e engraçada").

Por G1

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: