O presidente da Câmara Municipal de Corrente, Toni Nogueira (PSDB), fez duras críticas ao prefeito de Corrente, Gladison Murilo Mascarenhas Ribeiro (Progressitas), pela reunião realizada na última semana. O prefeito de Corrente, segundo o chefe do legislativo, tratou como uma reunião política, sendo que a pauta deveria ser administrativa.

"O que eu fiquei indignado foi a falta de respeito e responsabilidade por parte do prefeito Murilo", afirmou Toni Nogueira. Ele ainda afirmou que o prefeito precisa respeitar a casa legislativa, que a reunião deveria ser administrativo, não de acordo político e pediu a respeito ao poder legislativo.

"Eu me senti sendo usado", afirmou o vereador Joabe Santana (PDT), que disse que também sentiu que o tom dos pronunciamentos eram políticos e não administrativos.

Dê sua opinião:

Tags