Câmara de vereadores de Corrente aprova projeto que cria a Câmara Mirim

O Projeto prevê a implantação do programa nas escolas do município, para estudantes do 6º ao 9º ano.

A Câmara Municipal de Corrente-Pi, aprovou o Projeto de Resolução de autoria dos vereadores Luiz Augusto e João Antônio Nogueira (Toni), que cria o Programa Vereador Mirim, no âmbito da Câmara Municipal.

O Projeto prevê a implantação do programa nas escolas do município, para estudantes do 6º ao 9º ano. Serão envolvidos alunos das escolas da rede pública estadual e municipal, com idades de 12 aos 16 anos. A Câmara Mirim será composta por 11 vereadores mirins, e cada escola elegerá internamente os alunos para concorrerem às eleições à Câmara.

Segundo o vereador Toni é preciso despertar nos jovens o interesse pela política. “Atualmente, o político tem uma imagem desgastada, desacreditada. É preciso começar a compreender a política ainda na adolescência, que pessoas sérias participem do processo político”, explicou, o presidente da Casa.

O programa visa estimular a participação da juventude na política, propiciando aos estudantes momentos de reflexão e estudo sobre o papel do Poder Legislativo Municipal e a importância da política numa sociedade democrática.

O projeto tem como objetivo despertar no jovem a consciência da cidadania aliada à responsabilidade com o seu meio social e sua comunidade.

A proposta estabelece que a posse dos vereadores mirins será durante sessão solene a ser definida a data logo após as eleições. Nesse dia os vereadores mirins prestarão compromisso, tomarão posse e escolherão os componentes da Mesa Diretora da Câmara Mirim, que será composta de presidente, vice e dois secretários.

Dê sua opinião:

Tags

Veja também: